arqueo.org — o Portal da Arqueologia Ibérica, sem obscurantismo e religiosidade

Os legionários de Roma

Um legionário romano (legionarius, em latim) era o soldado de uma legião. Eram soldados bem treinados e organizados. Com estes soldados, Roma conquistou todos os territórios que formaram o Império Romano.

Os legionários estavam organizados em pequenos grupos, grupos de 10 que formavam grupos de 80 que recebiam ordens de seu centurião.

Uma legião contava 4000 a 8000 homens; a maioria eram formadas por 4800 legionários.

O legionário romano era (normalmente) um cidadão romano com menos de 27 anos de idade. Era alistado numa legião para servir 25 anos, uma mudança na prática anterior de alistamento para apenas uma campanha (batalha).

Os últimos 5 anos de serviço de um legionário veterano eram prestados em serviços mais leves.

Equipamento

Na marcha por entre territórios inimigos, um legionário era equipado com

  • uma armadura (lorica segmentata ou mais comumente chamada lorica hamata) ,uma armadura especial que podia ser produzida em vários locais e depois montada assim acelerando a sua produção (primórdios da produção militar moderna),
  • um escudo (scutum) rectangular de 1,5 metros,
  • um capacete (galae)
  • dois dardos (um pesado chamado pilum e outro leve),
  • uma espada curta (gladius),
  • uma adaga (pugio),
  • um par de sandálias de cabedal (caligae), resistentes e pesadas ,
  • uma sarcina (bolsa de carga) que continha comida para alguns dias,
  • material para cozinhar
  • duas estacas (sudes murales,) um tipo de cerca romana, uma pá e um cesto de usos gerais.
Legionários
Legionários: reconstituição moderna do equipamento, feita na Polónia.

Um soldado romano era submetido a rigorosos treinamentos; a disciplina era a base para o sucesso do exército.

Os soldados eram constantemente treinados com armas e especialmente treinados em marchas, marchas forçadas com toda a carga que um soldado pudera carregar e em formação de guerra.

A disciplina era muito importante nas legiões e quaisquer infrações eram severamente punidas pelos centuriões.

Immunes

Immunes eram soldados especializados em atividades secundárias, tais como engenharia, carpintaria e medicina. Esses homens eram treinados como qualquer outro legionário no entanto e poderiam ser colocados em batalhas se necessário fosse.

Eles eram excluídos de algumas tarefas mais trabalhosas e cansativas tais como as marchas citadas acima, e eram mais bem pagos que seus camaradas legionários comuns.

Pagamentos (soldos)

A partir de Gaius Julius Caesar, os legionários recebiam 225 dináres (denarii) por ano; esta soma permaneceu imutável até o tempo de Titus Flavius Domitianus, que aumentou o soldo para 300 dináres anuais.

Ao contrário da inflação controlada do século II, não houve nenhuma mudança na quantia paga aos legionários até à era de Lucius Septimius Severus, que aumentou o salário para 500 dináres ao ano.

Todos os legionários recebiam uma quantia 3000 dináres e/ou um pedaço de terra fértil ao fim de seus serviços como soldados. Mais tarde, no tempo de Caracalla, essa soma foi aumentada para 5000 dináres.

Por vezes, os legionários veteranos foram premiados com a construção de cidades — é o caso de Colónia (na Alemanha) e Mérida (na Lusitânia)

sandálias
Sandálias de legionário. Original e reconstrução.

Glossário

m
 

topo da páginaTopo da página

Quer usar este texto em qualquer trabalho jornalístico, universitário ou científico? Escreva um email a Paulo Heitlinger.

copyright by algarvivo.com/comunicacao